Brasil Onças vence a Coreia do Sul e heróis escrevem mais uma página na História do IFAF World Championship

Heron Azevedo celebra com companheiros um dos touchdowns do Brasil Onças contra a Coreia do Sul. Foto USA Football/Divulgação

Uma equipe de tem menos de dez anos de prática, o Brasil mostrou ao mundo neste domingo (12) chuvoso de Canton/Ohio, nos Estados Unidos, que os brasileiros aprendem de forma muito veloz os fundamentos do futebol americano. Em campo, o Brasil Onças superou a Coreia do Sul por 28 a 0, em partida válida pelo Grupo B do IFAF World Championship. Mais uma página foi escrita pela Seleção Brasileira, a primeira vitória em Mundiais.

No texto escrito por Brad Bournival, no site da IFAF, “enquanto a mãe natureza não estava cooperando em boa parte do jogo, o Brasil só mostrava sorrisos”. E isso exprime a sensação de representar um país inteiro: o Brasil Onças joga com alegria.

Em um início de partida com bastante inteligência, o Brasil ficou com a posse de bola ao arriscar um onside kick. Só que o brilho parou por aí no primeiro quarto, já que o score não saiu do zero.

No segundo quarto, os brasileiros chegaram a endzone asiática com um touchdown anotado pelo quarterback #1 Rhudson Fonseca, que correu 2yd. Em um snap ruim, o kicker #3 Diego Aranha não conseguiu aproveitar o point after touchdown. Os felinos seguiram pressionando a defesa coreana, tanto que a segundos antes de terminar o primeiro tempo, Fonseca conectou o wide receiver #9 Rodrigo Pons em um passe de 3yd para touchdown – a campanha contou com 11 jogadas e 95yd. Na conversão de dois pontos, Fonseca falhou na tentativa. 12-0.

Na volta do intervalo, o quarterback #8 Rodrigo Dantas passou 19yd para Pons, que ampliou a diferença com o seu segundo TD. E mais uma vez, o special team não conseguiu acertar o extra point. E o braço de Dantas estava bom, o QB mandou a bola para o wide receiver #33 Heron Azevedo em um passe de 15yd para touchdown. Desta vez, Aranha conseguiu mandar a bola entre as traves.

No último quarto, os sul-coreanos pouco produziram, e com isso, os brasileiros procuraram controlar o relógio. Os últimos pontos vieram de Aranaha no two minute warning, em um difícil field goal de 40yd. Final 28-0.

— Isso (a vitória) nos dá muita confiança. No jogo contra a França nós não atuamos bem. O jogo era maior do que pensávamos, voltamos para o segundo tempo, nos acalmamos, então equilibramos o jogo. Isso foi o que construiu uma confiança para este jogo (contra a Coreia do Sul). As pessoas no Brasil estão tentando desenvolver o futebol americano, e esta vitória significa muito para eles — explicou o Heron Azevedo em entrevista coletiva após o duelo.

Os números mostraram que os Onças dominaram a partida de começo ao fim. O running back #23 Bruno Santucci liderou o jogo terrestre ao correr para 108yds em oito carregadas, já o RB #40 Rômulo Ramos anotou 93yds em dez oportunidades.

Pons, ao lado de Julio Adeodato, recebe o prêmio de MVP da partida. Foto USA Football/Divulgação
Pons, ao lado de Julio Adeodato, recebe o prêmio de MVP da partida. Foto USA Football/Divulgação

O quarterback Dantas conectou oito de 18 passes para 84 jardas e dois touchdowns, enquanto que Fonseca acertou cinco de oito lançamentos para 45yd e um touchdown. Rodrigo Pons teve cinco catches, 60 yards e 2 touchdowns e foi eleito o MVP da partida.

O próximo adversário será o Outback Team Australia, que perdeu para os Fighting Frogs da França por 53 a 3. O jogo será na quarta-feira, às 13h no horário de Brasília.