Estrangeiros comandam a vitória do Algarve Sharks contra o Cascais Crusaders

O time ofensivo dos Sharks mesclou corridas e passes para confundir a defesa dos Crusaders. Foto Margarida Cautela

Neste último sábado (28), o Algarve Sharks deu seu arranque na Liga Portuguesa de Futebol Americano (LPFA) contra o rival Cascais Crusaders. O duelo foi realizado no Campo da Horta da Areia, em Faro. Os mandantes conquistaram a vitória por 32 a 19.

Confira a tabela de classificação da Liga Portuguesa

Veja o calendário de jogos da Liga Portuguesa

A partida gerava muita expectativa em relação a equipe do sul de Portugal, pois o elenco de Faro trabalhou no agrupamento de jogadores experientes de fora do país, além de incorporar outros atletas do rival Algarve Pirates. Quanto aos Crusaders, o time liderado pelo running back #23 Juzz Tiny, buscavam se recuperar de um tropeço na abertura do certame contra o Lisboa Navigators.

Os mandantes abriram o placar logo em seu primeiro drive, com uma corrida de 1yd do quarterback americano #1 Ryan DeLoureiro. Os visitantes tentaram descontar com Tiny, porém sempre barrado pelo agressivo front seven dos Sharks.

Antes do intervalo os Sharks aumentaram a diferença com outro touchdown corrido, desta vez, anotado pelo running back estreante, o americano #2 Bobby J. Wilson. Dos dois PATs, o special team algarvio acertou somente um. 13-0.

Já na segunda parte, os Crusaders entraram decididos a mudar o rumo dos acontecimentos e fizeram um excelente drive ofensivo que culminou num passe do quarterback #16 João Silva para o wide receiver #28 Duarte Cruz para touchdown. No entanto, logo no drive subsequente dos algarvios, Ryan DeLoureiro voltou a marcar mais um touchdown, o atleta percorreu 40yd para cruzar a goal line. Os Crusaders descontaram em seguida com Juzz Tiny.

No último período, com o jogo apenas separado por seis pontos, os Sharks começaram a capitalizar alguns erros do rival de Cascais para dilatar a vantagem no marcador. Primeiro com um passe de Ryan DeLoureiro para o wide receiver canadense #23 Matthew Craens e depois com nova corrida de B. J. Wilson para touchdowns. Os Crusaders ainda conseguiram reduzir com nova corrida de Juzz Tiny, mas tarde demais para iniciar uma reação. A partida foi selada com a recuperação do onside kick pelo lado verde-azul do americano #3 Brandon SooHoo. Final 32-19.

— Defendemos mais a big plays confiando plenamente na capacidade do ataque pontuar vários touchdowns ao longo do jogo. Da parte dos Crusaders, notou-se a falta de alguns jogadores muito importantes que não se encontram com a equipe, principalmente na posição de quarterback, o que fez com que não houvesse realmente um dual threat. Obrigou-os a correrem a bola a maioria das vezes e, apesar terem dois grandes running backs e uma linha que adora correr a bola para castigar a defesa, não foi o suficiente para ganhar o jogo — comentou o cornerback dos Sharks #21 André Rocha ao Football Portugal após o duelo.

Com o resultado, o Algarve Sharks divide a liderança do Grupo Sul com o Lisboa Navigators, ambos os clubes com campanha 1-0. O próximo compromisso do roster de Faro será no dia 13 de dezembro, quando enfrenta novamente os Crusaders, desta vez, em Cascais.

Já o Cascais Crusaders segue na lanterna do mesmo grupo e com retrospecto 0-2. O time terá de embalar uma sequência de vitórias se ainda quiser depender de si para chegar aos playoffs do certame.