A final da Liga Portuguesa de Futebol Americano com sotaque verde-amarelo

Em uma final inédita na Liga Portuguesa de Futebol Americano (LPFA), entre o invicto Lisboa Devils e o triunfante Algarve Sharks, a grande partida da sétima edição do certame português está recheada de brasileiros em ambas as equipes. Ao todo são cinco tupiniquins no embate: três pelos tubarões e dois pelos demônios – o que dá um sabor verde-amarelo a competição lusitana. A LPFA VII está agendada para este sábado (30), no Estádio Prof. Dr. José Vieira de Carvalho – casa do Maia Mustangs, em Maia.

O Algarve Sharks

No elenco do Faro, Yuri Barreto, Josué Perruci Martins e Davi Martins – este último filho de Josué – são liderados pelo head coach Pedro Viana.

Yuri Barreto e os Martins

YuriBarretoDavi_JosueBarreto é gaúcho e começou a carreira no futebol americano pelo antigo São Leopoldo Guaranys – atual São Lepoldo Mustangs –, mais tarde atuou pelo Porto Alegre Pumpkins, onde conquistou o campeonato gaúcho em 2014 e foi vice em 2015, antes de embarcar para Portugal com o objetivo de seguir nos estudos pela Universidade do Algarve, logo em seguida, entrou nos Sharks por intermédio do treinador Viana. Já os Martins são de Recife. Josué e David chegaram a jogar pelo rival Algarve Pirates, antes de ingressar nos tubarões. Em seu perfil no Facebook, Josué mostrou uma ligação com o Recife Mariners.

O Lisboa Devils

Pelo lado rubro-negro, Willian La’Prado e Phelippe Dantas são os representantes verde-amarelo.

Willian La’Prado

WillianLaPradoLa’Prado tem 22 anos e nasceu em Paranavaí, no Paraná. O jogador chegou a terras lusitanas no verão de 2004, por intermédio do pai. O primeiro contato com o futebol americano deu-se pelo meio de uma competição de brutuball – uma espécie de rugby sem regras. O antigo quarterback do Cascais Crusaders, Antonio Pedro Santos, conversou com o paranaense logo após o torneio, mas um atleta do Lisboa Navigators, Filipe Marques, interveio e anunciou que os navs eram tricampeões para persuadir o brasileiro. Entretanto, conversas por email com Paulo Terrica o convenceu de ingressar nos Crusaders.

— Comecei a falar com o Paulo Terrinca através de e-mail primeiro sobre as fotos do brutusball e depois conversa vai conversa vem, apareci num dos treinos e adorei aquilo. Fiquei com os Crusaders por algum tempo, mas deixei porque ficava ha uns 30km de minha casa e demorava duas horas para chegar lá, sem contar o dinheiro que gastava. Fiquei cerca de um ano sem pensar no FA, até que estava pelo Facebook e vi um anuncio sobre uma nova equipa no Parque das Nações e entrei em contacto junto com o meu irmão Igor La’Prado — explicou.

Depois de ingressar nos Devils, os irmãos La’Prado retornaram ao Brasil para passar um tempo. Neste intervalo treinaram junto com o Paraná HP e Maringá Pyros. Willian voltou a Portugal, enquanto Igor seguiu nos Pyros.

— Esta é a minha terceira época pelos Devils penso que esta correndo bem. Já tripliquei as minhas stats em relação ao ano passado, apesar de não ter jogado dois jogos devido a lesão no primeiro jogo. Hoje tento ajudar os Devils no que puder. Tivemos este jogo [contra o Boğaziçi Sultans Istanbul] na IFAF Europe Champions League, onde penso que foi o jogo mais físico que já tive, mas permitiu ver outras realidades — contou.

Phelippe Dantas

PhelippeDantasDantas, também conhecido como “Tonhão”, de 27 anos, é natural de Natal, iniciou a carreira no antigo Natal Scorpions – atual ABC Scorpions – e atua no futebol americano há oito anos. Em 2013, trocou o alvinegro dos escorpiões para o alvirrubro do rival América Bulls. Nos touros vermelhos potiguares, Tonhão ganhou destaque, tanto que participou do Combine do Brasil Onças em 2014, para tentar uma vaga na Seleção Brasileira – que se preparava para enfrentar os Charrúas do selecionado do Uruguai, em Montevideo.

O jogador foi parar em Portugal numa chance de expandir a sua marca de roupas. Neste período, foi convidado a participar do Lisboa Devils.

— O Presidente do time [Duarte Hipólito Carreira] conversou comigo e assinei com o time para jogar a Liga Portuguesa e a Champions League — disse.