Porto Alegre Pumpkins anuncia Vinícius Bergmann para a disputa do certame gaúcho

Um dos fundadores dos abóboras retorna as origens. Foto Bergmann/Arquivo pessoal

Uma das grandes estrelas do Porto Alegre Pumpkins está de volta, desta vez, para uma última apresentação com o uniforme laranja. O wide receiver Vinícius Bergmann é o novo reforço dos abóboras para a disputa do campeonato gaúcho de futebol americano na temporada 2016.

Veja o calendário de jogos do campeonato gaúcho

O atleta, que teve passagem pelo Brasil Onças e 2012, voltará a vestir a camiseta número #88, onde se consagrou como o melhor recebedor do Rio Grande do Sul. Atualmente, Bergmann faz parte do roster do Vasco da Gama Patriotas, mas no primeiro semestre, acertou um período de empréstimo ao clube gaúcho.

A estreia de Bergmann está agendada para o dia 12 de março, quando os Pumpkins recebem o São Leopoldo Mustangs, em Porto Alegre, em partida válida pela semana 4 do certame estadual.

O Futebol Americano Brasil entrou em contato com o jogador para saber as expectativas para esta primeira metade de 2016.

Confira abaixo a entrevista completa

Futebol Americano Brasil – O que os fãs podem esperar da tua performance após muito tempo fora dos gramados devido a recuperação da lesão no joelho e os poucos treinos nos Patriotas?

Vinícius Bergmann – Aos fãs dos Porto Alegre Pumpkins, prometo apenas uma coisa: Paixão. Durante nove anos representei essa equipe dentro e fora de campo, com muita vontade, dedicação e comprometimento; sempre fui apaixonado pelos Pumpkins. Sobre performance, stats individuais e tal, prefiro não comentar. O único stat que realmente importa é o W (abrevição de vitória em inglês) ao final da partida, e é isso que eu vou buscar nos Pumpkins, seja com um ou dez touchdowns na temporada.

FABR – A tua última participação com a camiseta laranja foi na vitória contra o Juventude, em um amistoso realizado em Canoas, em 2014. Teu retorno pode trazer boas novas para tentar recuperar a hegemonia estadual?

Bergamnn – Este é meu principal objetivo. Com esse retorno, tenho como principal foco ajudar os Pumpkins a ganhar o Gauchão. Além disso, espero também poder contribuir dividindo com os mais novos no esporte, tudo que aprendi nesses 12 anos de futebol americano.

FABR – Como conciliar o período de treinos e jogos pelo campeonato gaúcho sem que tenha um grande desgaste físico em razão da longa distância entre Porto Alegre-Rio de Janeiro?

Bergamnn – Um voo de 2 horas não causa um grande desgaste não. Isso é apenas um detalhe. Na prática, vai ser futebol americano duas a três vezes por semana, algo que estou bastante acostumado.

FABR – Quanto tempo tu precisa para aprender o playbook, entrosar com o quarterback #7 Antonio Freire e saber os comandos do coach William McArthur?

Bergamnn – Aprender o playbook é tranquilo, o coach McArthur e o QB Antônio Freire fizeram um excelente trabalho simplificando o playbook para os jogadores. Dito isso, acredito que só se consiga dominar 100% um playbook quando se coloca ele em prática nos treinos. O mesmo serve para o entrosamento com o Antônio. Gosto muito do jogo dele, mas lógico que só com muito treino pra pegar entrosamento.

FABR – Depois do campeonato gaúcho tu retomarás as atividades junto aos Patriotas. Trabalhar com o head coach Gabriel Mendes pode te ajudar a voltar a vestir a camiseta do Brasil Onças em um futuro próximo?

Bergamnn – Pelo pouco que conheço o Gabriel, sei que ele será ainda mais exigente com os jogadores que jogam no Vasco. Mas posso dizer que toda a estrutura do time, bem como a experiência dos receivers dos Patriotas, como Rudá e o Lipe Fernandes, me ajudarão muito a crescer como jogador. Sobre chances de ir para a seleção, acho que neste novo formato que a seleção utilizará para observar jogadores do Brasil inteiro, com scouts designados por região, acredito que todos terão igualmente chances de terem seus nomes considerados para a amarelinha.