Sergipe Bravos e Aracaju Imortais se fundem e criam o Sergipe Redentores

Depois de anunciar o encerramento das atividades após o rebaixamento para a fase preliminar da Superliga Nordeste, o Sergipe Bravos junto com o rival Aracaju Imortais fundiram as equipes para formar o novo Sergipe Redentores.

A diretoria será composta por Flávio Feitosa, na presidência, e Danilo de Campos e Ítalo Novac, na vice-presidência. Niria Simões será diretora esportiva, Fernando Ferreira assumirá o jurídico, Euclides Andrade liderará o financeiro e Luiz Marcelo ficará com o marketing.

— Eu pensei que seria mais complicado lidar com os ânimos, mas já percebo que todos estão focados e animados com o novo projeto — afirmou o presidente do clube, Flávio Feitosa.

Assim como na gestão, também haverá uma mistura das duas antigas equipes. A base será formada massivamente pela antiga comissão técnica dos Bravos.

O novo roster terá uma mescla de Bravos e Imortais. A base do depth chart será formada basicamente pelos jogadores que atuaram pelos Bravos nesta temporada.

— Eu cansei de estar em um time mediano. Quando acabou o nosso jogo, liguei pra Ítalo (presidente do Imortais) e propus a ideia de juntarmos a equipe e entrarmos com tudo no próximo ano. Ele topou na hora — contou o ex-head coach dos Bravos e atual dos Redentores, Danilo de Campos.

De acordo com a diretoria, o novo time planeja mandar os seus jogos no estádio João Hora Filho. Em caso de partidas com maior exposição, a ideia é sediar as partidas no maior estádio de Aracaju, o Batistão.