Angra Destroyers aposta na força do front seven para a temporada 2017 da Liffa

Angra Destroyers conquistou o Angra Bowl diante do Caraguá Ghost Ship. Foto Paola Bucciotti/Destroyers

O Angra Destroyers tem na força da sua linha defensiva a principal arma para a temporada 2017 da Liga Fluminense de Futebol Americano (Liffa). O setor, liderado pelo defensive end #85 Nandinho, teve papel fundamental para a chegada do time nas finais do campeonato no pads em 2016. No Angra Bowl, disputado contra o Caraguá Ghost Ship em maio, Nandinho conseguiu a incrível marca de cinco sacks e dois fumbles forçados, sendo um recuperado. Na ocasião, ele foi considerado o MVP da partida.

Saiba como foi a temporada 2016 do campeonato carioca



A defesa, coordenada pelo defensive back Carlos Andrey – ex-Volta Redonda Falcons -, tem uma média de 14 pontos cedidos por jogo. O objetivo é baixar ainda mais esse número apostando na força do front seven.

— Mudamos a forma de jogar para este ano. Estamos treinando forte para diminuir a média de pontos cedidos. O trabalho feito junto com a linha defensiva vai ajudar a gente a atingir nossa meta — comentou Andrey.

A equipe da Costa Verde enfrenta no dia 16 de julho o Bangu Blaze, ainda sem local definido. A partida, apesar de amistosa, será marcada pela rivalidade. No ano passado pela Liffa no pads, o jogo entre os dois times foi suspenso por conta de uma confusão generalizada.

Desde que migrou para a modalidade full pads, o time angrense ainda não perdeu. Foram dois jogos contra o Ghost Ship e um scrimmage contra o Niterói Federals.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @futebolamericanobrasil_ e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment