Como Thanos, Ribeirão Preto Challengers derrota o Belém Vingadores, conquista as Jóias do Infinito e a Liga Nacional

Ribeirão Preto Challengers volta a elite nacional após dois anos. Foto Lakita Sodré/NFL Luluzinha Club

A Liga Nacional ganhou mais um novo campeão. No último domingo (2), o Ribeirão Preto Challengers venceu o Belém Vingadores por 48 a 23, no relvado sintético do estádio GDR 7 de Setembro, em São Paulo. Este é o primeiro título de nível nacional do programa de futebol americano de Ribeirão Preto, e o primeiro de São Paulo depois do triunfo do Sorocaba Vipers, na temporada de 2015.

Saiba como foi a temporada 2018 da Liga Nacional

O ano de 2018 foi uma época promissora para os Challengers, que encerram o ano de forma invicta, ao conquistar a Copa São Paulo e a Liga Nacional sem derrotas. Ao todo, foram 13 partidas e 13 vitórias consecutivas. O resultado aponta um dos maiores comebacks na história do futebol americano jogado no Brasil. Ou como o produtor de conteúdo Thiago Martins – do Touchdown Mineiro – sugeriu: como o vilão Thanos, do universo Marvel, conquistou as Jóias do Infinito e derrotou os heróis dos Vingadores na primeira fase.

Em 2016, a direção de Ribeirão Preto optou por atuar na segunda edição da II Copa America de Fútbol Americano, que foi realizada no México. A complicada logística até a cidade de Huixquilucan, tornou-se um grande problema para a continuação do programa na disputa da novata São Paulo Football League (SPFL) e da Superliga Nacional, no segundo semestre. Após dois jogos na temporada regular, o time não encontrou formas para custear os mandos e viagens para seguir na competição brasileira, o que resultou em quatro walkovers e o rebaixamento à Liga Nacional.

Saiba como foi a complicada temporada de 2016 dos Challengers

De volta a 2018, no último compromisso do ano, os paulistas mostraram o poderio ofensivo ainda no primeiro quarto, quando conseguiu abrir 21 a 0, com um touchdown marcado pelo special team em um retorno de punt e dois por via terrestre. Os três PATs foram acertados.

A resposta dos Vingadores chegou no segundo período, quando a batalha de trincheiras foi vencida pelo elenco de Belém ao anotar o touchdown, seguido da conversão de dois pontos.

Entretanto, os Challengers voltaram a visitar a redzone paraense. Diferente das três primeiras pontuações, o ataque aéreo superou a secundária visitante para entrar na endzone. O special team manteve o 100% de aproveitamento no extra point. 28-8.

Na etapa complementar, os Challengers voltaram a entrar na meta rival. Em um quarterabck sneak, o time do interior de São Paulo ampliou a diferença. Novamente o kicker de Ribeirão Preto mandou a pelota no meio do “Y”.

Os Vingadores estavam dispostos a vender caro a derrota. No drive seguinte, o time de Belém tratou de anotar mais um touchdown, desta vez, pelo jogo aéreo. Em nova oportunidade, o roster converteu o try de dois pontos.

Com o andamento do último período, os Challengers abriram o caminho para sacramentar o triunfo com mais um touchdown aéreo. O kicker do interior paulista confirmou a boa fase com o PAT. A confirmação chegou logo depois, com mais um touchdown por ar. Desta vez, o special team desperdiçou o try.

Os Vingadores ainda descontaram com um QB sneak para touchdown. O kicker de Belém fechou a conta com o acerto do extra point. Final 48-23.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment