Cuiabá Arsenal consegue novo local para mando e deposita em McDonald a recuperação no BFA

McDonald é um jogador multifunção dentro do roster do Cuiabá Arsenal. Foto Junior Martins/Arsenal/Futebol Americano Brasil

Após receber a negativa da Secretaria Adjunta de Esporte e Lazer (Secel/MT) de que não podia sediar o jogo contra o Rondonópolis Hawks, pelo Brasil Futebol Americano (BFA), na Arena Pantanal, o Cuiabá Arsenal teve de correr contra o tempo para evitar a possibilidade de walkover no começo da competição nacional. A diretoria do Arsenal conseguiu definir o local para receber o evento. O gramado está localizado no 44º Batalhão de Infantaria Motorizada, na Capital. A data e horário estão mantidos: no domingo (28), às 13h30. A entrada custa 1kg de alimento não perecível.

Confira a classificação do BFA

O Cuiabá Arsenal teve cinco confrontos com o Rondonópolis Hawks, entre 2015 e 2018, e foram vitoriosos em três deles. Foram três vitórias e uma derrota pelo Campeonato Mato-grossense de Futebol Americano e uma perda num amistoso no ano passado.

Para este duelo o roster de Cuiabá está com o reforço do wide receiver americano Kent Lee McDonald, nascido em Salina, no estado do Kansas. O atleta tem 28 anos, 1,92m de altura e 92 quilos.

— Estou pela primeira vez no Brasil e me adaptei muito bem ao clima de Cuiabá, pois é bem semelhante ao de onde vim, no Kansas. Faz três anos que acompanho a liga brasileira e espero contribuir dentro e fora de campo com o Cuiabá Arsenal, tanto na preparação física, quanto na mental e na técnica dos jogadores — comenta McDonald.

O jogador estudou na Northwestern Oklahoma State UniversityNCAA Division II, Great American Conference –, de 2008 a 2011. Começou a carreira profissional no futebol americano de arena na equipe do Chicago BlitzAmerican Indoor Football (AIF) –, em 2014, e jogou no Amarillo VenomChampions Indoor Football (CIF) –, no Texas, de 2015 até 2017.

Veja o scout de McDonald pelo Venom – 2015, 2016 e 2017

— Joguei com ele no Chicago Blitz, em 2014, e lá vi ele jogar muito bem e ganhar o respeito dos demais atletas e dos treinadores. Aqui jogará principalmente como recebedor, mas também atuará como defensive end e ainda como corredor e linebacker. É bom ter um atleta com essa flexibilidade para assumir várias posições. Será muito útil estrategicamente — avalia o head coach e quarterback americano Thomas Kudyba.

Entenda a negativa na Arena Pantanal

Cuiabá possui dois estádios com capacidade para atender plenamente as necessidades de um jogo oficial e do regulamento do Brasil Futebol Americano, que são: a Arena Pantanal e o Estádio Presidente Eurico Gaspar Dutra – conhecido popularmente como Dutrinha –, mas ambos estão inacessíveis para o futebol americano de Mato Grosso.

O Cuiabá Arsenal havia obtido permissões para partidas na Arena Pantanal e, dentre elas, o jogo contra o Rondonópolis Hawks, uma promessa dos titulares da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) e Secretaria Adjunta de Esporte e Lazer (Sael/MT), Allan Kardec e Jefferson Neves, respectivamente, mas a autorização foi retirada, o que deixou o clube mandante desamparado.

Na sequência, em nota, a Secel declarou a Arena Pantanal um espaço com prioridade especial para o futebol profissional.

O Dutrinha está interditado desde fevereiro de 2015, em razão de uma briga entre torcidas de times de futebol profissional. Desde então, não foram permitidos jogos com público no local.

— Depois de desautorizados na Arena, nós procuramos outros locais para jogar, mesmo que não atendessem plenamente as necessidades. Cogitamos jogar nos miniestádios da Morada do Ouro e na Chapada dos Guimarães. Contudo, isso elevaria os custos do jogo. Por fim, optamos pelo 44° BIMtz por atender melhor nossos objetivos — diz o presidente do Cuiabá Arsenal, Denevaldo Barbosa Jr.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @futebolamericanobrasil_ e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment