May 20, 2022
Cox forçou dois turnovers por interceptação para ajudar na conquista do Gama Leões de Judá. Foto Isabella Brito Ribeiro/Divulgação/Futebol Americano Brasil

Gama Leões de Judá tira vantagem contra Goiânia Rednecks e conquista a Taça Cairo Santos pela segunda vez

Tempo aproximado de leitura:2 minutos, 36 segundos

Cox forçou dois turnovers por interceptação para ajudar na conquista do Gama Leões de Judá. Foto Isabella Brito Ribeiro/Divulgação/Futebol Americano Brasil

O ciclo se repetiu mais uma vez. Assim como na temporada 2020, o Gama Leões de Judá havia perdido a primeira mão e revertido na segunda para conquistar o título da Taça Cairo Santos. 2021 não foi diferente. Os Leões saíram derrotados por uma margem de quatro pontos. A vantagem em uma posse não desanimou o grupo, que tirou a condição adversa e ainda chegou ao topo ao bater o rival Goiânia Rednecks pelo placar de 28 a 6. O evento foi realizado na tarde deste sábado (18), no Estádio Maria de Lourdes Abadia, em Ceilândia.

Saiba como foi a temporada 2021 da Taça Cairo Santos

A partida começou eletrizante a favor dos Rednecks. Depois de um grande retorno de punt do punt returner americano #6 Callus Cox, que partiu da linha de 18yd do campo de defesa e só foi parado na linha de 24yd do território de ataque. O avanço colocou a unidade de ofensiva perto da redzone, o drive acabou capitalizado em um field goal de 44yd com o placekicker #47 Paulo Gustavo Borges.

Os Rednecks voltaram a visitar a redzone dos Leões, mas um passe de 21yd em profundidade do signal caller #16 Daniel D’Alcantara acabou interceptado pelo boundary corner americano #7 Andre Cox, o que ocasionou um touchback.

O turnover foi transformado em pontuação. A campanha gastou o resto do relógio do primeiro quarto e avançou no período seguinte. O ataque chegou a linha de 19yd, quando o quarterback #14 Lucas Caravita conectou o flanker americano #15 Ronelle Stephens em fly route para touchdown. O placekicker #10 Vinícius Garcia completou com o PAT.

Antes do término do primeiro tempo, os Rednecks progrediram em campo até chegar a linha de 10yd do território rival. Mas, assim como foi na primeira pontuação, restou a Borges acertar um field goal de 29yd para deixar a vantagem em somente um ponto. 6-7.

Após o intervalo, Caravita encontrou o split end #11 Antônio Carlos Félix em um passe de 36yd para touchdown, que aproveitou separação do field corner #34 Alan Demetrius para chegar ileso na meta adversária. Garcia conferiu o try.

No último quarto, a dupla Caravita-Félix voltou a entrar na endzone, desta vez em um lançamento de 21yd para touchdown. Garcia manteve o bom aproveitamento no extra point.

Os Leões chegaram a ampliar a margem com uma corrida de 37yd com o halfback #35 Pedro Guimarães Matos, porém, uma falta impediu a pontuação. Mesmo assim, a campanha encerrou com sucesso em um passe de 6yd com a dupla Caravita-Félix, no conceito scissors, que confundiu a secundária de Goiânia e deixou os receivers livre de marcação. Garcia manteve o 100% de aproveitamento no PAT.

O golpe de misericórdia veio em uma segunda interceptação de Cox contra D’Alcantara. Bastou a Caravita ir para o kneel e garantir o segundo título consecutivo do Gama Leões de Judá. Final 6-28.

Assista os highlights de Rednecks vs Leões de Judá

Sobre o autor

Henrique Riffel

Jornalista e editor-chefe do Futebol Americano Brasil. Pós-graduado em Jornalismo Digital pela Famecos/PUCRS. Ex-colaborador do Pro Football e American Football International. Antigo produtor multimídia do Locast Project do MIT/EUA
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @futebolamericanobrasil_ e curta-nos no Facebook.

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *