João Pessoa Espectros conquista o Brasil Bowl X com larga vitória contra o Timbó Rex

João Pessoa Espectros é bicampeão brasileiro em 2019. Foto Richard Ferrari/Rex/Futebol Americano Brasil

O João Pessoa Espectros alcançou o seu segundo título nacional ao bater, com propriedade, o Timbó Rex pelo placar de 45 a 21. O Brasil Bowl X ocorreu na tarde deste sábado (14), no Estádio do Sesi, em Blumenau. A unidade de ataque paraibana mostrou enorme eficiência para conquistar seis touchdowns em uma das melhores defesas do Brasil Futebol Americano (BFA).

Saiba como foi a temporada 2019 do BFA

O Brasil Bowl X teve um arranque eletrizante. Depois de praticamente segurar o drive do Rex, o punt returner americano #34 Callus Cox cometeu um muff, que foi recuperado pelo gunner #20 Karl Henrry na linha de 7yd do campo de ataque. A sobrevida no drive dos mandantes terminou com a capitalização em uma corrida inside zone run com o halfback #23 Clair José para touchdown. O placekicker #8 Diego Boddenberg completou com o PAT.

A resposta dos Espectros foi imediata. Na campanha seguinte, o signal caller americano #10 Alex Niznak comandou um drive de poucos hikes, com direito a big play de 35yd com o receiver #11 Vitor Ramalho. No snap seguinte, Niznak distribuiu para o split end #17 Denner Dantas, em 6yd para touchdown. Aranha acertou o extra point.

No segundo drive de João Pessoa, a unidade de ataque entrou em field goal range. Aranha capitalizou com um arremate de 38yd. Logo depois, a defesa visitante seguiu dominando o quarterback #7 Luiz Carlos Bassani, que pouco produziu no relvado. Com a terceira posse de bola, Cox retornou 65yd em punt para colocar o ataque na linha de 5yd do território adversário. Niznak leu a separação do wingback #7 Luiz André dos Anjos, em in route, para touchdown. Aranha mandou a pelota entre os postes.

No andamento do segundo quarto, em seu quarto drive, Niznak conectou o split end #33 Heron Azevedo em fly route de 28yd para touchdown. Aranha manteve o bom aproveitamento no try.

Com três posses de diferença, o Rex esboçou a reação. A defesa conseguiu forçar o primeiro punt dos Espectros. A campanha ainda foi capitalizada com um lançamento de 12yd de Bassani para o wideout #4 Guilherme Meurer, em corner route, para touchdown. O backup kicker #99 Ramon Verdugo descontou com o PAT.

Porém, a esperança dos mandantes diminuiu. Cox partiu da linha de 8yd, atravessou o relvado e encerrou a corrida somente na endzone. Mais tarde, os Espectros executaram uma trick play de 36yd para touchdown, com pitch de Niznak para Ramalho e passe em profundidade para Azevedo. Ambos os extra points foram convertidos por Aranha. 14-38.

Após o halftime break, o elenco de Timbó fez os ajustes para parar Niznak. Do outro lado da bola, Bassani tratou de conectar um lançamento de 18yd para o slot receiver #6 Ian Bittencout para touchdown. Verdugo diminuiu a diferença.

No prosseguimento dos últimos 12 minutos, o golpe de misericórdia do João Pessoa Espectros veio a dois minutos e 48 segundo do final, quando Niznak venceu o front catarinense em um read option de 1yd para touchdown. Aranha fechou com 100% de aproveitamento no try. Final 21-45.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Leave a Comment