October 26, 2021
Cuiabá Arsenal depende somente de si para avançar aos playoffs do BFA. Foto Junior Martins/Arsenal/Futebol Americano Brasil

Maior projeto da história do futebol americano no Brasil via LIE é aprovado para o Cuiabá Arsenal

Tempo aproximado de leitura:4 minutos, 32 segundos

O Cuiabá Arsenal está liberado para captar mais de R$ 1.3 milhão em dois anos. Foto Junior Martins/Arsenal/Futebol Americano Brasil

O Cuiabá Arsenal obteve aprovação do maior projeto via Lei de Incentivo ao Esporte (LIE) do futebol americano joagado no Brasil, em 22 de dezembro de 2020. Intitulado “Bola Oval Mudando Vidas”, o valor autorizado para captação é de R$ 1.329.633,19, superior ao valor autorizado à Federação Mineira de Futebol Americano (Femfa), que é de R$ 1.192.449,75.

Saiba como foi a temporada 2019 do BFA
Confira o projeto da Femfa aprovado pela LIE

O projeto social busca proporcionar atividades interdisciplinares às crianças moradoras de comunidades carentes de Cuiabá e Várzea Grande. Além de atividades esportivas, os beneficiados receberão apoio de outros profissionais, como psicólogos, pedagogos e nutricionistas.

O período de captação dos recursos por parte do time cuiabano é até 7 de outubro de 2023. Neste momento, o clube passa então a apresentar o projeto para empresas com interesse em potencial de participar do projeto.

De acordo com o texto do Ministério da Cidadania, a LIE permite que recursos provenientes de renúncia fiscal sejam aplicados em projetos das diversas manifestações desportivas e paradesportivas distribuídos por todo o território nacional.

— Ainda não captamos nenhum recurso, nosso projeto foi publicado e liberado para captação em 22 de dezembro de 2020, e desde que já havia sido aprovado há alguns meses já elaboramos nosso plano comercial, iniciamos o envio dos projetos em janeiro (deste ano) e estamos em negociação com algumas companhias, porém, ainda não conseguimos fechar nenhum patrocínio incentivado. Por outro lado, conseguimos fechar patrocínio direto. Enquanto trabalhamos para planejar o retorno às atividades, estou fazendo um levantamento de mais empresas da região e outras nacionais com forte atuação na local para apresentação do projeto. Quando se fala que é melhor destinar valor de imposto para o esporte ao invés de mandar para o governo parece fácil, mais não é, há um sem fim de benefícios fiscais não cumulativos também que as empresas já utilizam que dificultam o patrocínio, no sentido de que já estão com recursos comprometidos em suas deduções. Temos companhias, por exemplo, que com 1% do imposto de renda dela de um único mês no ano já pagaria nosso projeto todo, porém, possui um benefício fiscal que já utiliza e não pensa em mudar, mesmo ganhando com o marketing esportivo, então é uma tarefa bem árdua e requer muita persistência — aponta o presidente do Cuiabá Arsenal, Denevaldo Barbosa Jr.

O projeto passou por longo período até ser aprovado

Barbosa Jr. revelou que inicialmente o projeto fora desenvolvido ano ano retrasado e que teve de passar por atualizações para que fosse aprovado pelas autoridades governamentais.

— Foi inicialmente desenvolvido em 2019, foi submetido ao Governo Federal, porém, estavam sob reestruturação e demorou muito para ser analisado, na virada do ano fizemos a declaração de imposto de renda, entretanto, não observamos uma pendência que ficou e o projeto foi reprovado. Quando abriu novamente as inscrições para envio de projetos, reenviamos com uma reformulação voltada para o que acreditamos que vai nos dar um resultado mais duradouro. Naquela ocasião o projeto era muito amplo envolvendo a formação e a participação no campeonato, agora nosso projeto está todo direcionado para a formação.

O valor investido será destinado a aquisição de equipamentos de proteção e treino, com o intuito de ajudar a lapidar talentos dentro do programa do Arsenal.

— Pretendemos estruturar a equipe com profissionais que poderão desenvolver nossos talentos, da base até o time principal com grande parte do orçamento. Além é claro da previsão de aquisição de materiais e equipamentos de treino para utilização pelos profissionais e pelos atletas. Um fator importante a ser observado é que nós já fazemos esse trabalho da forma possível, com pouca estrutura, com os próprios atletas custeando as coisas e com alguns patrocínios diretos que recebemos, com este projeto da lei de incentivo pretendemos melhorar, deixar os recursos do patrocínio direto para a equipe de competição, que são projetos distintos, até que tenhamos um projeto específico para este setor também — disse.

Arrecadação durante a pandemia

A pandemia por SARS-CoV-2 – o vírus que causa a COVID-19 – no mundo direciona de forma lenta o arranque das negociações do Cuiabá Arsenal com possíveis investidores. O alto valor a ser arrecadado também se torna um empecilho ao programa de futebol americano.

— Sobre a dificuldade por conta do período, começo falando que nosso projeto ficou caro, temos consciência disso, só que ficou completo, pretendemos fazer a melhor aplicação do recurso e acompanhar os resultados para desenvolver os talentos como já disse. Sabemos que para iniciar a execução do projeto precisamos ter captados 20%, no mínimo, para ainda assim realizar alguns ajustes antes de iniciar a execução. Não é tarefa fácil captar recursos, mesmo pela lei de incentivo, em tempos de pandemia a dificuldade ficou ainda maior.

O aspecto cultural dos empresários locais trava a aceleração da captação de recursos.

— Aqui em Mato Grosso ainda temos a barreira cultural, as empresas do Estado, ressalvados raros casos, de maneira geral ainda não tem o hábito, nem cultura de destinar recursos para entidades esportivas a título de doação ou patrocínio com dedução de impostos. Temos que convencer, demonstrar e ainda assim é difícil fechar, e essa dificuldade não é um privilégio do Cuiabá Arsenal, o Sorriso Hornets também tem projeto aprovado e passa pela mesma situação — finalizou o presidente.

Sobre o autor

Leonardo Oberherr

Repórter e narrador. Graduando em Jornalismo pela Unisinos. Fundador do Portal Obertime
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @futebolamericanobrasil_ e curta-nos no Facebook.

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *