May 18, 2022
Atual vice-campeão estadual, o São José Istepôs arranca com blowout contra Tubarões Predadores. Imagem FCFA/Reprodução

São José Istepôs viaja para encarar o Jaraguá Breakers, mas preocupado em conseguir campo para o segundo semestre

Tempo aproximado de leitura:2 minutos, 27 segundos

O São José Istepôs jogará todas as partidas da temporada 2018 do campeonato catarinense como visitante.  Imagem FCFA/Reprodução

Neste sábado (14), a equipe do São José Istepôs viaja para o norte de Santa Catarina em busca da segunda vitória no certame estadual. Embalada pelo bom resultado na estreia, a maré vermelha enfrentará o Jaraguá Breakers, que também venceu na primeira rodada da competição. A partida será às 14h na Recreativa Menegotti, em Jaraguá do Sul.

Saiba como está a classificação do campeonato catarinense

— Tivemos 15 dias de intervalo entre o primeiro jogo e este novo desafio e utilizamos esse período para revisar alguns erros e aprimorar alguns aspectos da equipe, bem como estudar um pouco sobre o Jaraguá, que é uma muito forte, com grande experiência e alguns jogadores que já passaram pele seleção brasileira — destacou o presidente dos Istepôs, Gustavo Laurentino.

Os desempenhos do quarterback Henrique Mazzola e o halfback João Paulo Ramos foram alguns dos destaques no arranque da competição.

— A vitória na estreia foi importante para recuperarmos a confiança como equipe, que vem enfrentando problemas extracampo para manter a equipe viva — dise Mazzola.

Do lado defensivo da bola, os defensive lines Marcus Bunn, Alex Nathan e Jhonas Algostinho, além do free safety Paulo Torquato, são os nomes a serem observados na unidade.

— Para este ano focaremos em aprimorar nossa equipe, uma vez que o esporte vem crescendo muito no país e na Região Metropolitana de Florianópolis isso não é diferente. Em nossos tryouts temos registrado uma procura cada vez maior de jogadores que desejam ingressar nos Istepôs, principalmente jovens e que já possuem a cultura do futebol americano — pontuou Laurentino.

Mas na contramão deste crescimento, o time que representa da cidade de São José no enfrenta um entrave extracampo: a equipe terá que jogar todas as partidas do campeonato catarinense fora de casa, já que literalmente não tem um campo para chamar de seu. A Fundação Municipal de Esportes não renovou o convênio com o time e, desta forma, corre o risco e perder um representante no Brasil Futebol Americano (BFA).

— Para a disputa do catarinense, conseguimos junto a Federação a liberação para jogarmos todas as partidas como visitantes, o que, indiretamente, nos prejudica, uma vez que não contaremos com o apoio de nossa torcida, enfraquecendo o esporte na região, bem como elevando os custos da manutenção do time. Já sofremos com um orçamento apertado e contamos com a captação por meio de leis de incentivo para manutenção dos Istepôs e, este ano, fomos informados poucos dias antes do início da competição que não teríamos mais o campo do Forquilhão para sediar nossas partidas — explicou Gustavo Laurentino.

Para as partidas do BFA, o time precisará encontrar uma solução para os mandos de campo, correndo o risco de ser excluído da competição. Segundo a Fundação Municipal de Esportes de São José, o convênio não foi renovado, pois o espaço será cedido para uma outra modalidade esportiva.

Sobre o autor

Henrique Riffel

Jornalista e editor-chefe do Futebol Americano Brasil. Pós-graduado em Jornalismo Digital pela Famecos/PUCRS. Ex-colaborador do Pro Football e American Football International. Antigo produtor multimídia do Locast Project do MIT/EUA
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @futebolamericanobrasil_ e curta-nos no Facebook.

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *