October 19, 2021
Simões retorna ao grupo de receivers do São Paulo Storm. Foto Arquivo pessoal/Divulgação/Futebol Americano Brasil

São Paulo Storm recruta sete jogadores e conta com o retorno do wideout Simões

Tempo aproximado de leitura:1 minutos, 43 segundos

Simões retorna ao grupo de receivers do São Paulo Storm. Foto Arquivo pessoal/Divulgação/Futebol Americano Brasil

Ao longo do mês de março, a direção do São Paulo Storm anunciou o recrutamento de sete jogadores para o roster na temporada 2021. São eles: os linebackers Pablo Pagotto e Gabriel Monteiro, o defensive line Samuel Leme, o EDGE André Araujo, o tight end Berno Pagotto, o running back Rafael Kowalski e o placekicker Dennys Bravo, além do retorno do wideout Vagner Simões.

Saiba como foi a temporada 2019 do BFA

O Storm tratou de agrupar experiência no plantel para esta época, entre todos os reforços o mais novo tem 23 anos, enquanto o mais velho tem 41.

Ao puxar a fila dos mais jovens, Pablo Pagotto tem passagem pela Ponte Preta Gorilas. Para completar o corpo de linebackers, Monteiro, de 26, vem do rival citadino Corinthians Steamrollers. A linha de defesa terá o ingresso do veterano Leme, de 33, que atuou no Paulínia Mavericks, Petrolina Carrancas e Treze Roosters (atual Tropa Campina). Para completar, Araujo, de 34, chega do América Locomotiva para ser um dos poucos jogadores híbridos do lado defensivo da bola.

Na unidade de ataue ingressa Brenno Pagotto, de 27, com passagens pelo Dark Owls Futebol Americano e Piratas de Copacabana. No backfield entra Kowalski, de 31, que jogou no Manaus Cavaliers, Ajuricaba Warriors e San Francisco Teo Os Tilos, na Espanha.

Par ao special team ingressa Bravo, de 26, que faz a transição do flag football para o tackle/full pads. No flag jogou pelo Unasp Roosters.

Já Simões, o mais velho de 41, retorna ao programa, por onde atuou em quatro temporadas.

— Quero Contribuir com a minha experiência dentro do futebol americano, trazer um pouco da cultura do Storm para os novatos que não tiveram a oportunidade de jogar com os fundadores do time. Aprender e aprimorar minhas habilidades como jogador e, acima de tudo, ajudar o Storm a ganhar os campeonatos para que voltemos a ocupar o lugar que merecemos, enquanto uma das equipes mais tradicionais do Brasil — comentou Simões.

Sobre o autor

Henrique Riffel

Jornalista e editor-chefe do Futebol Americano Brasil. Pós-graduado em Jornalismo Digital pela Famecos/PUCRS. Ex-colaborador do Pro Football e American Football International. Antigo produtor multimídia do Locast Project do MIT/EUA
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias, no Instagram em @futebolamericanobrasil_ e curta-nos no Facebook.

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *