Timbó Rex bate Cuiabá Arsenal e defenderá título nacional no Brasil Bowl VII

Timbó Rex dominou o Cuiabá Arsenal na Arena Pantanal. Foto Victor Romualdo Francisco/Salão Oval

Alguns devem se perguntar: “o João Pessoa Espectros não é o detentor do título?”. Sim, também é. E mais, a chamada para este texto não está errada. Após a CBFA reconhecer a legitimidade das conquistas, o atual campeão brasileiro – ainda que pelo extinto Torneio Touchdown (TTD) – estará pela primeira vez num Brasil Bowl.

Eu explico melhor. O Timbó Rex conquistou a façanha de acabar com a invencibilidade do Cuiabá Arsenal, ao bater o rival por 20 a 7, em plena Arena Pantanal, em Cuiabá, neste sábado (26), pela semifinal da Superliga Nacional. O resultado garante a ida a decisão inédita do campeonato brasileiro em sua segunda participação numa competição nacional fora do TTD.

Ainda confuso? Tudo bem. É fácil entender. Antes do Rex chegar a esta final inédita, o clube – ainda sob o nome Timbó Rhinos – jogou a primeira edição da extinta Liga Brasileira de Futebol Americano (LBFA) em 2010, que viria ser o molde do atual campeonato brasileiro.

Acho que agora ficou fácil, certo? Hora de voltar para o jogo.

Saiba como estão os playoffs da Superliga Nacional



Os catarinenses abriram a contagem ainda no primeiro quarto, quando o running back #28 Well Garcia percorreu 41yd numa big play para touchdown. O kicker #8 Diego Boddenberg conferiu com o acerto do PAT. Na sequência, o linebacker #59 Luis Polastri interceptou o quarterback do Arsenal #4 Marcelo Roversi e retornou para pick six.

No segundo quarto, o domínio dos visitantes seguiu quando o quarterback #7 Luiz Carlos Bassani conectou o backup QB e wide receiver #1 Ivan Tonolli para touchdown. Boddenberg acertou o extra point. 0-20.

Na etapa complementar, o artilheiro e playmaker do Arsenal, o versátil #1 Brandon “The Rocket” Watkins sofreu uma lesão e teve de sair do relvado, após late hit. Para inconformidade dos mandantes. No último período, os mandantes descontaram com um touchdown anotado pelo receiver americano #24 Kenneth Joshen, que recebeu lançamento do quarterback #15 Daniel “Dandan” Pereira. O kicker #13 Raulin Leal mandou a bola entre os postes no chute de bonificação.

Com pouco tempo para esboçar uma reação, bastou aos comandados do head coach Amadeo Salvador controlar as ações do rival e garantir a vitória e a ida ao Brasil Bowl VII.

— Erramos muito cedo no jogo. Levamos interceptação, fizemos cobertura errada e não saímos do bloqueio deles. No segundo tempo crescemos em cima, impedimos de marcassem mais, diminuímos a diferença do placar, mas não o suficiente para nos recuperarmos das falhas do início do confronto. Não conseguimos executar nosso plano e num jogo como esse não se pode errar. Fizemos uma ótima batalha, mas infelizmente perdemos —disse Kenneth Joshen.

O próximo adversário do Timbó Rex será o Flamengo, que derrotou de virada o atual campeão nacional João Pessoa Espectros por 25 a 10. A decisão será entre os dias 17 ou 18 de dezembro, no Rio de Janeiro, com local ainda a ser confirmado pelos cariocas.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

Comentários? Feedback? Siga-nos no Twitter em @fabrnoticias e curta-nos no Facebook.

COMMENTS

Leave a Comment